Pastor que manipulava cobras nos cultos morre picado por uma cascavel

Pastor que manipulava cobras nos cultos morre picado por uma cascavel

Um pastor pentecostal, nos EUA, que costumava carregar cobras venenosas durante os serviços religiosos morreu após uma picada de cascavel. Mack Wolford, que acabava de completar 44 anos, foi morto por uma cobra que ele tinha possuído por anos, relata o Washington Post.

Ele foi mordido durante um culto ao ar livre em um parque estadual, e ele esperava que seria um “regresso a casa como nos velhos tempos, “com as pessoas falando em línguas, e a manipulação de cobras seria um “grande momento”, disse ele em sua página no Facebook.

Wolford foi mordido na coxa quando ele se sentou ao lado da cascavel durante o culto. Ele foi levado para casa de um parente para se recuperar, mais tarde foi levado às pressas para um hospital local, onde foi declarado morto. Wolford acreditava que a Bíblia exige que os cristãos tem que lidar com cobras venenosas para testar sua fé em Deus, e permanecer firme em sua crença de que eles não vão ser picados, ou serão curados se forem atacados.

“Morte por picada de cascavel é insuportável. O veneno ataca o sistema nervoso, e é cruel e horrível quando acontece”, disse um especialista em cobras ao Post.

Wolford era filho de um pregador que também manipulava cobras e que morreu após uma picada de cobra quando Wolford tinha 15 anos.

Comentar