Mulherada fica sem roupa para protestar contra promoção machista

Mulherada fica sem roupa para protestar contra promoção machista

Um grupo de ativistas na Ucrânia tirou a roupa, mesmo debaixo de um frio de 2 graus, para protestar contra uma promoção de uma rádio da Nova Zelândia, que premiou um ouvinte com uma noiva ucraniana.

Com cartazes dizendo “A Ucrânia não é um bordel”, as moças se vestiram de noiva, só que sem a parte de cima do vestido. Em alguns casos, também sem a parte de baixo. As manifestantes se concentraram na porta do escritório geral de casamentos na capital Kiev.

A promoção foi vencida por um sujeito chamado Greg. Ele viajará para a cidade de Donetsk, no próximo dias 23, onde conhecerá várias moças. Se ele se interessar por alguma, voltará à Nova Zelândia para se casar. O vencedor ficará 12 dias na Ucrânia bancado pela rádio e por uma agência de matrimônios.

O que alguns chamam de protesto, eu chamo de inveja

Comentar